Boa Esperança

Enquanto estou aqui, aproveitando minhas férias, não parei de ler as notícias, na maioria ruins, que o Brasil e também o mundo têm produzido. É assustador e a vontade é de permanecer pra sempre aqui nesse canto ainda preservado do planeta Terra. Mas como dizia Guimarães Rosa, o que a vida quer de nós é coragem. Então vamos levantar a cabeça e seguir fazendo o melhor, fazendo mais pelos outros e pela natureza. Vamos divulgar tudo que é bom que fizermos, não porque somos Polyannas bricando o jogo do contente enquanto o mundo arde, mas porque a maré de notícias ruins servem somente aos poderosos pra nos amedrontar e paralisar, nos impedir de reagir. Somos fortes, somos muitos e melhores. Cito Paulo Freire:

A desesperança nos imobiliza e nos faz sucumbir no fatalismo onde não é possível juntar as forças indispensáveis ao embate recriador do mundo. Não sou esperançoso por pura teimosia, mas por imperativo social e histórico. (…) não há utopia verdadeira fora da tensão entre a denúncia de um presente tornando-se cada vez mais intolerável e o anúncio de um futuro a ser criado, contruído política, estética e eticamente por nós mulheres e homens.

Pedagogia da Esperança – Paulo Freire

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s