O meu WordCamp Brasil – parte 3

Essa é a continuação do post anterior.

E o “são” José Fontainhas não me falhou. O Zé é um cara muito gente boa, desde o começo sempre nos ajudou. Sempre ali, 100%. Simpático e tranquilo. Sabia que há pouco tempo tinha entrado para o time da Automattic. Pensei comigo: “Ele tem acesso ao Matt, ele pode interceder por mim”. O Matt deve receber trocentos emails e o meu deve estar até hoje na sua caixa de entrada. Precisava de alguém que falasse com ele tipo agora, já!

Confesso que estava, além de triste, muito desapontada, achando que a Automattic não dava a mínima prá gente. Primeiro o Andy, depois o Matt, além de não ter recebido nenhuma resposta sobre o patrocínio. E eu aqui me matando, fazendo das tripas coração pro Matt estar presente e no fim ele não viria. E o pior seria ter que anunciar isso e ainda esperar a reação dos patrocinadores, que não iriam gostar nada da história, tenho certeza! A aquela altura só um patrocinador havia pago metade, o resto somente acordo de boca, nada assinado. Uma notícia dessas poderia acabar com o WordCamp de vez.

Expus todos esses argumentos pro Zé, que logo me mandou a seguinte resposta:

Vamos ver o que se pode fazer. Seja como for, se a minha presença aí ajudar a minimizar o problema, contem desde já comigo.

No dia 9 de junho o Zé me chamou prá conversar no skype com ele e Matt. Caramba o skype dá pau no meu computador e tive que desinstalar e agora? Bom vamos tentar instalar de novo, instalei e a birosca ficava lá rodando que nem chacrete mas nada de avisar. Não entrava, reiniciei meu computador milhões de vezes até que consegui entrar e não deu pau. Ufa, ok, “tô aqui, Zé”. Fiquei assim, a manhã toda olhando o pro ícone do skype que nem cachorro esperando o dono. Imagino que o Leo também devia estar tenso lá no Hacklab, aguardando as novidades. Fui almoçar, engoli alguma coisa depressa e voltei.

[09/06/2009 13:19:19] catiakeiko: oi Zé, voltei
[09/06/2009 13:19:51] José Fontainhas: ora bem as notícias não são brilhantes
[09/06/2009 13:20:11] José Fontainhas: matt e andy não podem mesmo vir
[09/06/2009 13:20:37] José Fontainhas: no que toca a sponsors, a Automattic está disposta a cobrir o que for preciso de $
[09/06/2009 13:21:16] catiakeiko: ok, uma pena, muito mesmo

Nessa hora já estava chorando, chorando muito. Quem já me viu chorar sabe o espetáculo, minha mãe diz que parece lágrima de palhaço que sai em esguicho, não pinga. Sorte que ninguém estava vendo, quando o Zé disse prá eu esperar.

[09/06/2009 13:23:05] José Fontainhas: citando Matt neste minuto:
[09/06/2009 13:23:11] José Fontainhas: I’m trying to figure out a way I can go my worry is I’ll be exhausted there and not able to give a very good talk
[09/06/2009 13:23:33] catiakeiko: hmmm, but it’s better a bad talk than none 🙂
[09/06/2009 13:23:46] catiakeiko: I promise we won’t ask much of him

E conversa vai, conversa vem, o Matt disse que se o problema fosse patrocínio, não tinha problema, a Automattic bancava tudo, porque se algum patrocinador saísse pela ausência dele, isso seria um desrespeito com a comunidade! Ah, meu herói, eu sabia, eu sabia!

[09/06/2009 13:32:32] José Fontainhas: manda-me os números por mail mais logo
[09/06/2009 13:33:17] José Fontainhas: isso quer dizer que eu vou fazer uma das apresentações juntamente com o Matt (e o Q&A) e a apresentação do BuddyPress, ok?
[09/06/2009 13:33:39] catiakeiko: então ele vem?
[09/06/2009 13:33:42] catiakeiko: 🙂
[09/06/2009 13:33:50] José Fontainhas: ele vem
[09/06/2009 13:34:04] catiakeiko: ahhhhh, milhões de obrigadas
[09/06/2009 13:34:09] catiakeiko: milhões de obrigadas
[09/06/2009 13:34:11] José Fontainhas: ah não não
[09/06/2009 13:34:13] catiakeiko: milhões
[09/06/2009 13:34:14] José Fontainhas: cervejinha

Ele vem, ele vem, ele vem, ele vem, ele vem!!!! Cervejinha? Todas Zé, todas, todas e mais algumas! Zé, meu santo padroeiro nunca vou conseguir te agradecer o suficiente. A vida toda estarei em dívida com você. Tratei de ligar pro Leo e avisá-lo. Bom agora só falta internet, porque não contei, mas o outro link, aquele de mais de R$5.000,00 também não alcançava a FUNARTE! Acho que ficamos tão aliviados, que depois disso não existia mais problemas. Falei pro Leo que ainda ia continuar tentando encontrar uma saída prá internet, porque a esperança é a última que morre.

Naquela noite acordei, prá variar com insônia, e comecei a procurar como louca no google: link dedicado, ip dedicado, rede wifi, conexão WiMax. Quem procura acha. Encontrei algumas empresas, deixei tudo anotado no meu risque-rabisque prá ligar de manhã. First thing in the morning, liguei para todas, na WirelessTech em particular deixei recado, mas sem muita esperança. Mas eles retornaram e com uma solução: dois links 3G. Não foi aquela maravilha, mas preciso falar aqui muito bem dessa empresa: gente de palavra e de confiança. Bernardo, obrigada pelo profissionalismo!

Bom, e tudo foi se encaminhando para o grande dia, a graninha dos patrocínios caindo na conta e camisetas e papelaria ficando prontas. E agora vai ter que ficar prá uma quarta parte, que estou cansando e tem muito mais aventura prá contar.

To be continued…

3 comentários sobre “O meu WordCamp Brasil – parte 3

  1. Katia, sei que aqui neste post o assunto é outro, mas não consigo deixar de te agradecer pelas dicas da tradução com o pt-br.mo. Fantásticas. Simples e perfeitas. É só seguir à risca e dá certo. Obrigado.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s